13 maio 2011

Nesta data em 1939 ...

 amplie p. f.
Navio germanico SS St. Louis no porto de Havana - Cuba em 1939
O St. Louis foi um transatlântico alemão palco de uma mediática situação por alturas do início da segunda guerra mundial. O seu notável capitão, Gustav Schröder, tentou encontrar um lar para 937 refugiados judeus alemães depois de terem sido impedidos de entrar em Cuba, destino primeiramente considerado depois da partida de Hamburgo a 13 de Maio de 1939. O episódio histórico foi tema de um livro em 1974, Voyage of the Damned, escrito por Gordon Thomas e Max Morgan-Witts. Foi adaptado para um filme com o mesmo título em 1976.
Gorada a possibilidade de Cuba, o navio retornou à Europa. Durante a viagem houve um motim da comissão de passageiros, receosos do seu destino. Alcançaram o controle da ponte de comando mas  não outras partes importantes para a navegação e manobra do navio. Paralelamente, prosseguiram as tentativas para encontrar uma solução para os judeus, as negociações levaram a uma solução a contento com a colaboração de vários países por onde ficaram distribuídos os judeus181 puderam ir para a Holanda, 224 para a França, 228 para a  Grã-Bretanha, e 214 para a Bélgica.
Navio SS St. Louis:
Tonelagem bruta: 16,732
Comprimento: 175 mt
Largura: 22 mt
Propulsão: 2 motores diesel M.A.N. atingindo a velocidade de 16 nós (30km/h)
Capacidade para: 973 passageiros (270 1ª classe, 287 turística e 416 em terceira classe.
Capitão Gustav Schröder

Sem comentários:

Enviar um comentário