27 junho 2011

Cruzeiro fluvial


Fazer um cruzeiro não significa linearmente que vamos para o mar. Apesar de muito menos popular, imagine ter a mesma sensação de um cruzeiro que visita vários portos marítimos, conhecendo várias cidades portuárias ou atracções turísticas próximas adaptado à realidade continental. Falamos de cruzeiros fluviais, com portos fluviais, com cidades interiores. Falamos naturalmente de uma opção que sugere menos dimensão na embarcação, menos pessoas a bordo, menos espaço para atracções mas também falamos de um dimensionamento e perspectivas diferentes que pode sugerir privacidade, mais interacção entre passageiros e tripulação, uma vivência diferente se comparada com os navios de cruzeiro tradicionais. Não é novidade mas ainda é pouco popular se compararmos com o enorme sucesso dos cruzeiros de alto mar, daí a sua menor exposição e divulgação. Pode ser solução para aqueles que possuem um longo curriculum como cruzeiristas e não querem repetir portos apesar de poderem optar por um navio de cruzeiros diferente. Pode também ser um tubo de ensaio para o passo seguinte, um cruzeiro de alto mar, a contornar o espaço continental ou a atravessar um grande oceano. Fique com este exemplo que desmistifica o cruzeiro fluvial e as suas condições de viagem:
Ms Imaginary

Ms Imaginary:
Construção: 2007
Comprimento: 135mt
Tripulação: 43
Suites: 4
Camarotes: 81

- Explore melhor cidades, vilas e aldeias em ambiente romântico
- Visite muitos portos num só cruzeiro
- Observe uma constante mudança de paisagem
- Proximidade nas visitas, tempo mais aproveitado, menos deslocações
- Cruzeiro sem ondas pela fraca ondulação fluvial e tecnologia da embarcação: Sistema Silent Drive (SDS)
- Animação a bordo e em terra, usufruindo da vida nocturna local
- Ande livre de malas de apoio a deslocações

Da observação sobre a Avalon surge a ideia que podemos incrementar os cruzeiros fluviais com classe e inovação. Também é observável que os pioneiros terão vantagens. Se a popularidade dos cruzeiros crescer da mesma forma que os tradicionais terá que haver um limite, o do meio a navegar, os rios e canais são exíguos e os portos pequenos.
No caso do Ms Imagery Avalon, introduz um novo tipo de navio de cruzeiro. A ponte de navegação está localizada na popa, atrás da secção de passageiros, permitindo um projecto gracioso no seu interior, disponibilizando uma área nobre para actividades nobres mas, sobretudo, para observar as paisagens sem obstáculos. O lounge e o restaurante estão localizado na proa, vistas desimpedidas sobre a paisagem que passa como um filme com banda sonora romântica. O Sky Deck é amplo para usufruir do sol, tirar fotografias (num cruzeiro fluvial é maior a quantidade de fotos tiradas), ou simplesmente relaxar. O Imagery da Avalon possuí o Sistema Silent Drive (SDS) para conforto dos passageiros, os motores do navio estão separados da área dos passageiros, permitindo uma experiência mais silenciosa que os tradicionais cruzeiros em navios pequenos de cruzeiros fluviais.
Mais informações: Avalon Waterways

Sem comentários:

Enviar um comentário