15 junho 2011

Rumo a Dubrovnik

A esta hora, 17:30 de Lisboa (mais uma no Solstice) passaram-se 4 horas e meia da nossa partida de Veneza e ainda dela falamos. O navio leva uma velocidade cruzeiro acima do normal para chegarmos pelas 8:30 da manhã a Dubrovnik, a nossa próxima escala. Vai ser outra emoção. A popularidade do Mediterrâneo para os cruzeiros deve-se à diversidade de destinos fortes com a distância de uma noite de navegação entre eles. São cruzeiros com uma cadência de escalas tal que confere densidade. O cliente toma consciência do aproveitamento que a companhia faz, tentando mostrar muito ao longo dos dias em que é hóspede a bordo. Vamos para a última escala num itinerário que permite no final o descanso dos "guerreiros", 2 dias de navegação, não chegará estoirado das férias para precisar de novas férias.
A Sul da costa da Croácia está situada a cidade de Dubrovnik, conhecida como a "Pérola do Adriático" (Link), é um dos destinos mais belos daquilo que consideramos o Mediterrâneo, sabendo que tem o Adriático pela frente. Dubrovnik encontra-se sob a protecção da UNESCO. Rodeada por uma grande muralha de dois quilómetros de extensão, que oferece uma vista única dos palácios, jardins e da paisagem de telhados do centro histórico onde poderá contemplar a panorâmica da Ilha de Lokrum. A rua de Stradum é a via principal da muralha medieval, através da dela poderá aceder ao emblemático Mosteiro dos Dominicanos. Também na parte antiga encontramos a Catedral da Assunção de Nossa Senhora, caracterizada pelos seus ricos ornamentos e o Palácio do Governador. Vamos ver:

Sem comentários:

Enviar um comentário