11 julho 2011

1º Voyager no Pacífico Sul e Índico

Pela primeira vez o Pacifico Sul e o Índico receberão um navio da classe Voyager, o Voyager of the Seas, o que acontecerá na época de inverno de 2012-2013, juntando-se ao Radiance of the Seas e ao Rhapsody of the Seas.
Voyager of the Seas
Com este posicionamento do Voyager of the Seas no continente australiano, a Royal Caribbean não só baterá o record de navios da mesma companhia no Oceano Índico e Pacífico, como passará a oferecer uma maior capacidade de resposta ao crescente número de cruzeiristas nesta região do mundo, mais propostas de itinerarios entre a Austrália e a Nova Zelândia, bem como oferecerá uma mais difercificada oferta de excursões e multiprogramas que englobarão cruzeiros e programas em terra, o que permitirá uma maior e mais completa descoberta das diversas regiões visitadas.
Com as reservas já abertas, o Voyager of the Seas, Radiance of the Seas e Rhapsody of the Seas passarão a oferecer programas e itineraries curtos, de 1, 2 e 5 noites, como mais longos, de 18 noites, com a combinação cruzeiro/excursões multi-noites em terra a permitirem a descoberta de lugares como as Ayers Rock, os cenários de deserto no nordeste da Austrália, apreciar os famosos barbeque gourmet sob o céu de Outback ou mergulhar na Grande Barreira de Corais.
Na Nova Zelândia, os destaques vão para a descoberta e exploração de Auckland, Rotorua, Hangi e Maori, programas e excursões que serão acompanhadas e supervisionadas pelos Adventure Specialist e que incluirá hotel, transportes e alimentação em restaurantes seleccionados.
Para além dos diversos itineraries e programas anunciados, encontram-se já abertas as reservas para a viagem de reposicionamento do Voyager of the Seas, entre Singapura e Fremantle, com partida a 22 de Outubro de 2012, e para a viagem no sentido inverso, que partirá de Fremantle a 9 de Março de 2013, assim como para as que o Radiance of the Seas e Rhapsody of the Seas irão fazer entre Vancouver, na Columbia Britânica e Sidney, com passagem pelo Havai, em Setembro de 2012, para fazer a viagem de regresso a Maio de 2013.

Rhapsody of the Seas/ Radiance of the Seas

2 comentários:

  1. E aqui no Brasil continuamos com os mesmos navios. Não que Splendour e Vision não valham nada, pelo contrário, na minha opinião são os melhores que operam aqui, mas bem que um da Radiance Class por exemplo, seria bem vindo. Nem que fosse para substituir o Splendour ou o Vision...

    ResponderEliminar
  2. Daniel, o Brasil dará cartas nos cruzeiros, já faltam navios!
    Abraço da revista Cruzeiros, obrigado pela visita!

    ResponderEliminar