09 novembro 2011

Culinária a sério

Após a experiência traumática sobre culinária com o chefe sueco dos Marretas é chegada a hora de sermos sérios numa abordagem sobre uma componente importante a bordo dos navios: as refeições.
Sem dúvida uma ideia marcante em cruzeiristas ou não, que a bordo se come muito bem. E não falamos só de cruzeiros, também na armada. Porque será assim? Talvez o desejo de impressionar e prestar bom serviço nos cruzeiros e de animar as hostes na armada.
Passemos os olhos pelos rituais a bordo, desde o prazer de mostrar uma ampla cozinha, arrumada e asseada com 140 a 178 cozinheiros até aos momentos das explicações dos enólogos, dos flambeados, das explicações dos sabores que melhor combinam e das decorações das sobremesas. No fim, um alegre convívio entre quem degustou e de quem preparou e orientou as refeições a bordo do Island Princess.

Qual foi a ementa dessa noite? Mataremos a curiosidade com mais alguns apontamentos:


A informalidade de um buffet à hora de almoço:
amplie p. f.
A formalidade de uma noite de gala a bordo do Splendour of the Seas:
amplie p. f.
A "Cruzeiros" que está em banca possuí um artigo sobre "culinária a bordo".

Sem comentários:

Enviar um comentário