13 novembro 2011

Idade para "beber"

Uma das formas de diferenciação mais simples que um cruzeirista pode detectar a bordo diz respeito à legislação para a qual o navio se subordina de acordo com a sua nacionalidade ou país de registo. Partindo do pressupondo que o cruzeirista é bem comportado ficam as idades mínimas para aceder às bebidas. A Royal Caribbean estipulava 21 anos como idade mínima para consumir bebidas alcoólicas a bordo, interpretação da companhia para o conjunto de legislação nos vários estados dos Estados Unidos. Havia uma  forma de obviar a situação com uma declaração de responsabilidade e autorização dos país, alcançando a permissão de aceder às bebidas alcoólicas para as idades compreendidas entre os 18 e os 20 anos que no entanto não se mostra prática. Isto para os Estados Unidos e seus naturais.
Quando os navios navegam por zonas como a América do sul, Europa, Ásia, Austrália e Nova Zelândia deparam-se com clientes com outros costumes e habituados a uma legislação que permite a venda de bebidas alcoólicas a partir dos 18 anos. É natural algum desconforto.
A Royal Caribbean decidiu se adequar às regiões por onde navega. Para todos os efeitos a idade mínima para venda de bebidas alcoólicas é 21 anos mas não será necessário a declaração em outras zonas que não América do norte para as idades 18-20.
Esta situação ocorre quando a Royal Caribbean apresentou as origens das suas vendas, um pouco mais de 50% dos clientes têm origem fora dos Estados Unidos. Esta solução era já a de maior adesão por entre as diversas companhias de cruzeiros. Por exemplo a Costa, Princess e Norwegian estipulam a venda de bebidas alcoólicas para os 21 anos nos cruzeiros com saída dos Estados Unidos e de 18 anos para qualquer outro porto no mundo. Bons drinks!

Sem comentários:

Enviar um comentário