28 novembro 2011

Um piropo para a armada

Olá amigos da armada, também navegam, também têm boa cozinha mas o espaço é exíguo e há menos animação, sobem ao cruzeiro ou ficam? ... naturalmente ficam. Existe uma possibilidade que vamos chamar de animação virtual. Carreguem p. f. no link entre as duas "Christinas Aguileras", segundo ela existem uns "homens-doces" :o) divirtam-se e obrigado por visitarem o nosso blogue e ler a revista. Vejo a silhueta do Vosso navio nesta "boa" onda!

Mas ... a provocação não ficaria sem resposta por parte da armada, responderia assim:

"Marcha dos Marinheiros" - Música de Carlos Calderón
Filme: Bocage (Link de cenas recuperadas) – Leitão de Barros, 1936

Refrão
Os marinheiros aventureiros
são sempre os primeiros
na terra ou no mar.
Ao ver as belas
pelas janelas,
soltam logo as velas
para as conquistar.

A navegar,
sobre as ondas, desde Goa,
nós viemos a pensar
nas meninas de Lisboa.
Desembarcados,
mesmo assim, os marinheiros
vão ficar ancorados
a uns olhos traiçoeiros.

Salgadas pelo Mar
as nossas bocas vêm,
vêm procurar o mel que os beijos têm,
que é tão bom para as adoçar.

Largamos vela na ribeira de Pangim,
a pensar numa janela enfeitada de alecrim.
Entrando a barra,
mal a nau chega a Belém,
o marujo deita amarra
à mulher que lhe convém.

Refrão

Para finalizar uma pérola, "Sagres" 1930:

Abraço da equipa da Cruzeiros! Venham para bordo do nosso navio, também é bom!

2 comentários:

  1. "Boa"! Giro! Interessante!

    ResponderEliminar
  2. Penso que quis dizer:
    Boa agitação marítima
    Giro-flé ... flé-flá
    Interessante perspectiva de marújos nos mastros
    ... deixe um cafezinho pago antes que suba para 23%, deve-nos esta :o)
    Obrigado pela participação! Volte sempre e com esta disposição.
    Um abraço da equipa da Cruzeiros.

    ResponderEliminar