09 dezembro 2011

Temos algo diferente para si!

Portugal passou a dispor de mais um veleiro clássico, moderno, capaz de ombrear com outros grandes veleiros mundiais (Tall Ships), contribuindo para manter viva a vocação marítima dos portugueses e a tradição da vela usada pelos seus navios na pesca do bacalhau no século XX.
O desafio:
O projecto:
A alegria:
O Blogue Farinha Ferry (Link) promove uma viagem para um grupo de passageiros entre Aveiro e o Funchal. Havendo nova oportunidade entre o Funchal e Aveiro para novo grupo.
Em princípio, o veleiro "Santa Maria Manuela" (SMM) (Link) poderá visitar o Funchal nos finais de Abril de 2012Está previsto que um grupo com cerca de 50 passageiros viajarão de avião para o  continente regressando em cruzeiro para a ilha no SMM. Há a mesma opção em sentido contrário, posicionando-se um grupo de 50 interessados do continente a viajar de avião para a Madeira e regressando no SMM.

O navio de Treino de Mar "Santa Maria Manuela" é um navio histórico que foi lançado às águas do Tejo em 1937 e participou nas famosas campanhas de pesca do bacalhau à linha até ao início dos anos 90 do século passado.
A recuperação deste lugre de quatro mastros foi uma iniciativa da empresa Pascoal & Filhos, S.A. que, entre 2007 e 2010 levou a cabo um longo e bem documentado processo de reconstituição do navio cujo casco se encontrava a aguardar melhores dias no Porto de Aveiro.
Segue-se um documentário produzido pelo National Film Board of Canadá em 1967, sobre a pesca do bacalhau feita pelos portugueses em imagens recolhidas no ano anterior. O vídeo de 14:57 minutos observa sobretudo as agruras desta forma de pesca à linha, tornando-se épico. Se gosta de mar e velejar não perca esta oportunidade de reviver as emoções dos nossos antepassados, quem sabe, este post até pode ser lido por algum descendente destes corajosos homens do mar.

Os navios bacalhoeiros portugueses têm mais fama do que nós podemos imaginar e são motivo de atenção e  reportagens sobretudo nas paragens onde os recordam com saudade, é o caso de uma reportagem da NTV (canadiana) sobre a chegada do Santa Maria Manuela a 19 de maio de 2011 em  St. John’s sob o título White Fleet Returns (Link) ou History in the Harbour (Link), a CBC Canada também publicou a 19 de Maio no seu site a seguinte notícia (Link). A extensa cobertura e amizade também contagiou o The Telegram (Link). Esta especial visita a St. John’s no Canadá também poderá ser consultada sob a perspectiva dos seus tripulantes no seguinte link direccionado para o blogue do Santa Maria Manuela (Link).
Onde pescavam?
Se ganhou entusiasmo por reviver o passado com alguma aventura, saiba que o preço por viagem e por pessoa é de 435,00€ sem IVA e poderá obter mais informações através dos seguintes contactos:
Informações sobre a viagem

Paulo Jorge Melich Farinha
pjmelichfarinha@sapo.pt
Telemóvel: 917566260
Encontramo-nos a bordo!

5 comentários:

  1. Interessante.
    Que tamanho tem esta embarcação?
    Seguro? Balança muito?

    ResponderEliminar
  2. Vai ver que quer experimentar mas tem medo! :o)

    O “Santa Maria Manuela” pode levá-lo a qualquer parte do mundo pois não tem restrições na área da navegação.

    A embarcação tem 68,64m de comprimento fora-a-fora, enverga regularmente 11 velas latinas com uma área total de 1.130m2 dispondo ainda de propulsão a motor com uma potência de 746kW (1.010Cv).

    O aço utilizado na construção é de elevada qualidade, uma vez que se destinava à construção de 2 navios de guerra, acabando por ser utilizado nos cascos do “Santa Maria Manuela” e do seu gémeo “Creoula”.

    O “Santa Maria Manuela”, encomendado pela Empresa de Pesca de Viana, foi construído nos estaleiros da CUF, em Lisboa.

    Durante a sua longa vida como navio de pesca o “Santa Maria Manuela” perdeu muitas das características típicas dos grandes veleiros do início do séc. XX e, particularmente, dos veleiros com tradição de construção portuguesa. Por desejo do armador, grande parte do processo de recuperação foi dedicado à reconstituição, em moldes actualistas, desses detalhes diferenciadores.

    ... se "balança"? Digamos que se comporta como um veleiro. Se existe ... provou durante décadas regressou graça à sua robustez.
    Estará em boas mãos! Venha!

    ResponderEliminar
  3. LOL, gozões!
    Medo nenhum, não sei se o estômago aguenta, é importante para desfrutar do passeio.

    ResponderEliminar
  4. O video é velhinho mas com muita categoria.
    Mikas

    ResponderEliminar