26 dezembro 2011

Uma noite na ópera: 1935

Não "avariamos" de vez :o) ... este filme contém cenas a bordo de um navio, escolhemos em particular a do "imenso" camarote, ora observe quantas pessoas pode levar "sem esforço", é o retrato dos primórdios das suites actuais :o). Já detectaram que haverá paródia, Natal é quando o homem quiser e passada a solenidade do próprio dia segue-se outro em que estes pecadores voltam ao mesmo, é da natureza.

Os irmãos Marx participaram em 1935 num filme intitulado "Uma noite na ópera", onde Groucho, Chico e Harpo no seu peculiar humor de trocadilhos, uma tremenda lata e uma permanente paródia com humor a roçar o ofensivo, retratam uma época. A missão é a de salvar a ópera mas primeiro vão destruí-la. Ainda a bordo, os Marx destroem com escárnio a ricaça, o vilão e outras figuras que encaram os palhaços (irmãos Marx) que só existem para deitar os planos de todos a perder. ... nunca esquecendo os dois ovos cozidos encomendados.
Existem várias cenas a bordo, uma sequência musical não deve ser perdida, entre o minuto 26:35 e o 55:12 deste filme.

Apesar de não decorrer no mesmo filme nem a bordo de um navio, este excerto demonstra bem uma das vantagens dos milagrosos cartões de bordo dos actuais cruzeiros, dão para abrir a porta do camarote, carregar despesas para pagamento no fim da viagem, identificar-se na saída e entrada do navio a caminho ou à chegada dos "tours", entre outras utilidades. Assim não ficam todos do lado de fora:

2 comentários:

  1. Vocês são levados da breca, imagino pessoalmente.
    Romão - Caracas

    ResponderEliminar
  2. Caro Romão, está bom ou não? :o)
    Sabe que acertou, se juntarmos todos os parafusos destas cabecinhas não se consegue fazer uma com bom tino :o)
    Fiquei assustado, porque o Romão deve estar acostumado ao louco supremo do país onde vive e se nós superamos já é caso médico. :o)
    Venha sempre e deixe comentários, um feliz ano novo junto dos seus.
    Abraço de toda a equipa da Cruzeiros.

    ResponderEliminar