16 janeiro 2012

Concordia actualização: 6 baixas

O navio deslocou com a maré e foi dada ordem para retirada dos mergulhadores que estão nas operações de busca e salvamento. Confirma-se a 6ª baixa.

O grupo Carnival Corporation, maior empresa mundial de cruzeiros com várias operadoras e onde fazia parte a companhia italiana Costa, deu a conhecer como seria de esperar, que o Costa Concordia está fora do corrente exercício de serviço que termina a 30 de Novembro, estimando que o impacto será de até 75 milhões de euros pelo conjunto de serviços não prestados, à parte de qualquer avaliação (ainda não realizada) sobre a recuperação do navio. Esta data deverá contudo ser ultrapassada no que a imobilização do Concordia diz respeito.
A Carnival Corporation informou que está tudo ok com os seguros do navio para cobertura de danos a terceiros com franquias entre 10 a 30 milhões de Dolares bem como sobre o navio acidentado.
Mickey Arison, CEO do grupo, manifestou solidariedade e simpatia com as pessoas afectadas pelo acidente do navio, especialmente às famílias que perderam familiares ou gente próxima que lhes são queridos. Ressalvou que “Estamos a trabalhar para compreender totalmente a causa do que ocorreu”.

Sem comentários:

Enviar um comentário