01 abril 2012

Azamara Quest a salvo após incêndio

O navio da Azamara Club Cruises chegou hoje ao porto de Sandakan, Malásia, às 20:30, horas locais, 13.30 em Portugal, depois de ter sofrido um incêndio na casa da máquina, quando navegava com 590 passageiros e 411 tripulantes. À chegada era possível ver muitos passageiros pelos tombadilhos do navio, antes de desembarcarem e de serem transferidos para hotéis.

O Azamara Quest navegava, sexta-feira passada, por Tubbataha Reef, Filipinas, quando deflagrou o incêndio na casa da máquina, que causou ferimentos em 5 tripulantes, sobretudo por inalação de fumos. O incêndio provocou um corte energia que impediu o navio de navegar. Os passageiros foram chamados para os pontos de reunião em caso de necessidade de abandono. Mas, entretanto, a tripulação conseguiu pôr a funcionar um gerador que permitiu dar energia para as principais espaços publicos do navio além de ter permitido que o navio retomasse a navegação a uma velocidade reduzida de 6 nós. Antes, o comandante havia informado a guarda costeira das Filipinas sobre o acidente.
O paquete da Azamara foi escoltado por dois navios-patrulha da Malásia, que durante a navegação de 24 horas por águas infestadas de piratas, ofereceram segurança ao Azamara Quest., até à chegada ao porto de Sandakan, Malásia. O presidente da companhia, Larry Pimentel, deslocou-se ao cais para receber os passageiros e a tripulação do navio. Não houve pânico ou incidentes e o papel da tripulação foi evidenciado pelos passageiros como "brilhante". A viagem de 17 noites teve início em Hong Kong, a 26 de Março, devendo terminar em Singapura a 12 de Abril.

Sem comentários:

Enviar um comentário