21 agosto 2012

Marco Polo foge do furacão Gordon

O navio de cruzeiros da CMV antecipou a escala no porto do Funchal passando a noite de segunda para terça-feira atracado ao molhe da pontinha. Vindo da cidade da Horta, Açores, o Marco Polo deveria fazer escala em Ponta Delgada,  mas a aproximação do furacão Gordon, obrigou o navio a cancelar a visita à ilha de S. Miguel, pelo que fez rumo à Madeira.
O ex-Aleksandr Pushkin, de 1965, é um dos mais antigos navios de cruzeiros em actividade, tendo sido construído na antiga Alemanha democrática (estaleiros Mathias-Thesen) para a Baltic Shipping Company, para quem fez viagens transatlânticas de Leninegrado, actual S. Petersbuurgo, para Montreal, Canadá. É o segundo e único sobrevivente de uma classe de 5 navios gémeos, da classe Ivan Franko, construídos para a União Soviética. A partir de 1979 passou a fazer cruzeiros fretado à Transocean Tours, da Alemanha, e da CTC, de Inglaterra. Com o desmembramento da URSS e da sua frota de paquetes, restou o Aleksandr Pushkin, da Fesco, que em 1993 voltou ao serviço pela Orient Lines, empresa adquirida pela NCL em 1998 e que manteve a operação do navio até 2008. Nesse ano, o navio passou a ser operado pela Transocean Tours até à insolvência deste operador em 2009. Desde então navega para a Cruise & Maritime Voyages com cruzeiros à partida de Tilbury, onde outrora largou com o seu nome de origem para viagens também às ilhas atlânticas.


 

Sem comentários:

Enviar um comentário