07 agosto 2012

Nápoles e uma viagem a Capri

Pela proa do Nieuw Amsterdam outra grande montanha, o Vesúvio, cuja actividade vulcânica de outrora (ano 79 depois de Cristo) provocou o fim de Pompeia, hoje, ruínas muito visitadas pelos turistas.  Quem ficou por Nápoles, voltou a encontrar muito tráfego e “turbulência” na terceira cidade mais povoada de Itália, depois de Roma e Milão, apesar de hoje o transito estar menos caótico e os edifícios e ruas mais preservados. Uma cidade peculiar não tivesse sido por várias vezes invadida e com impérios diferentes no comando , que diversificou a população, a traça arquitectónica da cidade e os próprios costumes deste povo.
A poucas milhas e bem visível na linha do horizonte, apesar da bruma do calor, a ilha de Capri. Paraíso para muitos filmes de televisão e de cinema a ilha tornou-se num grande pólo turístico, perdendo a sua beleza genuína que a tornou tão afamada pelo mundo fora.  Hoje, em Nápoles, fazem companhia ao Nieuw Amsterdam, os navios Norwegian Epic e Sovereign.

Sem comentários:

Enviar um comentário