27 setembro 2012

2 milhões de chineses nos cruzeiros em 2017

O crescimento do mercado asiático atinge proporções quase impensáveis. No ano passado, por exemplo,  200.000 chineses embarcaram em cruzeiros à partida da China, devendo este número chegar este ano aos 250.000. Quase 50.000 fez também viagens de cruzeiro fora da China. O assunto está a ser debatido no Seatrade da Asia. As estimativas anteveem mesmo um total de dois milhões de turistas chineses que devem fazer cruzeiro nos próximos 5 anos. Recorde-se que a Organização Mundial do Turismo estima que em 2020 o número total de turistas com origem na China chegue aos 100 milhões. Estes crescimentos não são alheios ao aumento de poder de compra da classe média asiática, enquanto continentes como a Europa estão em contínua derrapagem.Os desastres naturais e os conflitos políticos e sociais podem condicionar este crescimento, mas as expectativas são de amadurecimento progressivo do mercado na Ásia. Além do mercado com origem na China merece também destaque Singapura.

Para o desenvolvimento naquele continente tem tido um papel preponderante a ACA, Associação de cruzeiros da Asia, fundada em 2008, inclui um conjunto de companhias de cruzeiros que operam na região. A ACA constitui um grupo de pressão junto de governos como o chinês para estimular o desenvolvimento do sector, entendendo a potencialidade desta indústria de turismo.
A experiencia com a introdução do  Voyager of the Seas, da Royal Caribbean, está a ser positiva atraindo também passageiros mais jovens, pelo que um segundo paquete desta classe vai estar posicionado na China em 2013.

Sem comentários:

Enviar um comentário